Footer Social Media

A segunda geração do Moto G 4G acaba de ser anunciada pela Motorola. O aparelho apresenta várias melhorias em relação ao modelo prévio, mas assim como todo usuário que quer o melhor custo benefício para seu investimento, precisamos saber se realmente vale à pena fazer o upgrade do modelo antigo para o mais recente, portanto, para isso selecionamos alguns detalhes que valem ser colocados na balança: 
Tela ]
Com uma resolução HD de 720p (assim como no modelo de 2014), ele está no mesmo nível de vários outros aparelhos de médio custo. A diferença aqui está no tamanho da tela, que agora é de 5 polegadas, o que o deixa no mesmo patamar de tamanho que alguns tops de linha como, por exemplo, o Galaxy S5 ou o Xperia Z3 (tirando é claro que estes são full HD) deixando o modelo antigo com 4.5 polegadas para trás. O display continua sendo IPS, ou seja, oferecendo ótimos ângulos de visão.
Sistema ]
O Moto G 4G 2015 vem com Android 5.0.2 Lollipopde fábrica, ou seja, os usuários sequer terão de esperar pela boa vontade da Motorola ou de operadoras de telefonia móvel de disponibilizar atualizações, como acontece com o modelo do Moto G 4G antigo, que ainda está no Android 4.4 KitKat.
Armazenamento ]
Agora temos à bordo o dobro de armazenamento, ou seja, 16GB de memória interna (contra os 8GB do modelo anterior), com opção de expansão por cartão MicroSD até 32GB, algo que apesar de estar presente no modelo antigo, no final das contas, esses 8GB a mais na memória interna poderão fazer a diferença para usuários que gostam de filmar, tirar fotos, ou instalar vários games e apps em seu dispositivo. 
Bateria ]
A bateria ficou um pouco mais potente, equipando agora uma unidade com 2.390 mAh de capacidade,(contra os 2.070 mAh do modelo antigo). Como a tela agora tem mais pixels, talvez a durabilidade possa ser similar ao Moto G 4G de 2014, mas vale lembrar que pelo fato do novo modelo vir equipado com Android 5.0.2 Lollipop, o gerenciamento de energia é monitorado e controlado de uma forma melhor, o que pode no final das contas, fazer uma diferença notável. 
Câmera ]
O sensor de captura de imagens agora é de 8.0 MP, o que deixa a antiga câmera de 5.0 MP no modelo prévio para trás. As câmeras frontais continuam quase as mesmas, com a diferença de que no modelo de 2015 temos 2.0MP e no de 2014 temos apenas 1.3MP, ou seja, um upgrade bem discreto para o sensor frontal. 
Hardware ]
Em termos de processamento, pouca coisa mudou. Ainda continuamos com um chip Snapdragon 400, com clock de 1.2GHz e 1GB de RAM e GPU Adreno 305, assim como no modelo antigo. Apesar de iguais, o modelo do chip que equipa o novo Moto G 4G é o MSM8926, já o modelo antigo, é o MSM8226.
 
Tendo esclarecido os detalhes acima, a decisão final é sua! O modelo anterior pode ser encontrado custando em torno de R$700, já o novo, veio custando R$899. Pelo dobro de memória interna, uma câmera melhor, sistema operacional mais recente e bateria com maior capacidade, sem sombra de dúvidas, o Moto G 4G 2015 é um investimento interessante, a menos é claro, que você não se importe de esperar mais um pouco pelas atualizações, não use tanto armazenamento interno, e não seja muito exigente em relação a captura de imagens no aparelho.
Fonte: Movilzona

Post a Comment