Footer Social Media

conversão dos pais

Conversão dos pais que não creem é possível! Neste post, apresentamos 5 poderosas ações concretas e práticas que vão impactar sua família e trazer seus pais para Deus!

Querido jovem, no texto anterior falamos sobre 8 brechas para você fechar no relacionamento com sua família, nesse texto falaremos sobre 5 ações concretas para a conversão dos pais!

Por meio dessas atitudes práticas você conseguirá ser vencedor mesmo que seus pais não se reúnam. Além disso, essas ações concretas permitirão que você tenha um testemunho impactante ao ponto de gerar a conversão dos pais (caso ainda não creiam em Deus).

Ação #1 – Honrar os pais

Mesmo que seus pais não creiam em Deus ou se reúnam, obedecer e honrar é um princípio bíblico a ser seguido. No post 3 atitudes essenciais para você se tornar um filho vencedor foi apresentado o versículo que diz:

“Filhos, em tudo obedecei a vossos pais; pois fazê-lo é grato diante do Senhor.” (Colossenses 3:20)

Esse versículo mostra que obedecer é ser grato ao Senhor e que isso não vem de nós, mas de Deus. Obedecer vem de Deus. Além de obedecer, também devemos honrar. Honrar também vem de Deus.

Obedecer e honrar são coisas diferentes. Quando obedecemos, fazemos apenas o que nos foi ordenado, porém, quando honramos, fazemos mais do que o que simplesmente nos foi pedido e fazemos de coração. Lucas 17:10 diz:

“Assim também vós, depois de haverdes feito quanto vos foi ordenado, dizei: Somos servos inúteis, porque fizemos apenas o que devíamos fazer”.

Portanto, tão importante quanto fazer o que nos foi pedido, é fazer de coração e fazer mais que os nossos pais esperaram. Isso irá surpreendê-los e os fará imaginar qual o motivo de tamanha disposição. Com o tempo, ficará claro que Deus está em seu interior fornecendo força para honrar os seus pais.

Se você deseja a conversão dos seus pais, mais que obedecer, honre e vá além no que eles te pedirem e nas obrigações que eles impõem. Se pedirem notas boas, torne-se o melhor da sala. Se pedirem uma cama arrumada, entregue um quarto arrumado. Se pedirem uma louça lavada, entregue uma cozinha limpa. Essa ação concreta será um poderoso testemunho da vida de Deus em você.

Para a conversão dos pais lembre-se da ação concreta #1:

Mais que obedecer, honre e vá além no que eles te pedirem e nas obrigações que eles impõem.

Ação #2 – Agir com sabedoria diante dos obstáculos

Quando os pais não reúnem ou não creem, existe uma barreira a mais para ir às reuniões.

Nessas horas sua mãe encontra várias atividades de casa para que você faça. Seu pai, que não conversa tanto com você, resolve “bater um papo” no horário da reunião. Ou, no pior dos casos, os pais te proíbem de ir às reuniões, de ler a Bíblia ou de cantar hinos cristãos.

Nessas situações, o que fazer?

Quando nossos pais são o nosso obstáculo, agir com sabedoria envolve reconhecer autoridade e seus limites. Isso quer dizer que é importante saber que seus pais são autoridade sobre sua vida e que Deus é autoridade sobre a vida dos seus pais (mesmo que eles não creiam em Deus ou se reúnam). Efésios 6:1-4 ensina o que é essa sabedoria:

Filhos, obedecei a vossos pais no Senhor, pois isto é justo. Honra a teu pai e a tua mãe (que é o primeiro mandamento com promessa), para que te vá bem, e sejas de longa vida sobre a terra. E vós, pais, não provoqueis vossos filhos à ira, mas criai-os na disciplina e na admoestação do Senhor.

Com relação à primeira frase destacada, algumas versões, como a católica, dizem que o filhos devem obedecer aos pais segundo o Senhor. Ou seja, quando os pais derem ordens de acordo com o que Deus ensina, então os filhos devem obedecer.

Interpretando o texto bíblico (Ef. 6:1-4), percebemos que os filhos devem obedecer aos pais, pois são criados sob disciplina e ensinamento cristãos. Assim, ao obedecer aos pais, estamos obedecendo a Deus.

Veja, a situação ideal é obedecer a Deus e aos nossos pais. Quando isso não é possível e há duas ordens diferentes, então o melhor é obedecer à autoridade maior: Deus. Portanto, quando existir conflito entre Deus e nossos pais, devemos nos voltar a Deus e obedecê-Lo.

Essa é uma situação que requer muita sabedoria. Você deve se vigiar para não agir por impulso e fazer sua própria vontade. É importante buscar a paz que vem do Espírito de Deus em nós para saber como agir. Além disso, é sempre importante consultar aqueles que tem mais experiências de vida e com o Senhor do que nós, os irmãos mais velhos. Isso é agir com sabedoria.

Caso você não consiga distinguir que decisão tomar e não tenha paz, então você deve orar pelos seus pais, para que seus pensamentos, decisões e ordens mudem. Jeremias 29:12-14 nos encoraja quanto a isso:

“Então, me invocareis, passareis a orar a mim, e eu vos ouvirei. Serei achado de vós, diz o Senhor, e farei mudar a vossa sorte;”

Ao invocar o nome do Senhor e orar, seremos cuidados por Ele em todas as coisas. Se Deus quiser, Deus poderá resgatar nossos pais, conduzindo-os a Sua presença. Deus poderá mudar suas posições contrárias e colocar todos os obstáculos abaixo. Exercitemos nossa confiança e perseverança em Deus orando por nossos pais sem cessar! Lembre jovem, orações são como flechas.

Agir com sabedoria transmite para seus pais uma maturidade que provém da vida de Deus, afinal temer a Deus é o princípio da sabedoria (Pv 1:7). Então, quando você age sabiamente, a vida de Deus está se expressando e seus pais podem ver Deus nisso. Resultado: a conversão dos pais está mais próxima!

Ação concreta #2:

Agir com sabedoria diante dos obstáculos significa seguir a Palavra, buscar a direção do Espírito e o conselho de irmãos mais velhos quando a ordem dos pais e a vontade do Senhor entram em conflito. Caso você tenha dificuldade para discernir se existe paz, então ore para que Deus mude seus pensamentos, decisões e ordens.

Ação #3 – Decidir firmemente permanecer santo e se tornar mais forte

Quando nossos pais não reúnem tendemos a nos afastar do Senhor e, muitas vezes, a experimentar coisas ruins que o mundo nos oferece. Temos de nos manter firmes, mesmo quando as situações são contrárias.

Podemos encontrar contaminação até mesmo dentro de nossa própria casa e, se por acaso, não tivermos decidido firmemente, seremos contaminados, desprezando nossa juventude. Ao escolhermos o mundo,  perdemos o tempo que podíamos estar ganhando com o Senhor.

Portanto, precisamos ser firmes e decidir verdadeiramente por Deus, assim como Daniel, que decidiu firmemente não se contaminar com as finas iguarias do rei (Daniel 1:8). Assim como Daniel se posicionou pelo Senhor, também devemos nos decidir firmemente por Ele, não nos contaminando com este mundo que prejudica tanto nosso lado espiritual quanto o físico.

Quando decidimos pelo Senhor, tornamo-nos diferentes daqueles que escolhem as finas iguarias do rei. Tornamo-nos fortes em Cristo (Daniel 1:15).

Como farei para fugir das coisas, atrações do mundo que estão dentro da minha casa?

Ah… Lembre-se do seu quarto!

Entre e comece a desfrutar de Cristo e de sua presença. Louve, ore e leia a Palavra de Deus. Isso será a sua salvação e de toda a sua casa! Seu quarto é o seu lugar de oração, o ambiente em que você tem liberdade para contatar Deus.

E se eu não conseguir ficar dentro do meu quarto?

Se há algo que te impede de ficar dentro de seu quarto, diga a seus pais que visitará algum irmão que mora próximo a você e desfrute do Senhor juntamente com ele! Seus amigos são relacionamentos fortalecedores que te levam para Cristo, que te ajudam a vencer e cooperam intercedendo pela conversão dos seus pais.

Ter o seu momento de louvor, oração, leitura dentro de casa mostra que você ama a Deus. Além de te ajudar a se tornar mais que vencedor em seu lar, isso também pode ajudar na conversão dos seus pais.

Ação concreta #3:

Decidir firmemente permanecer santo e se tornar mais forte espiritualmente é algo possível e que depende de buscar a Deus, o que pode ser feito sozinho no quarto ou, fora de casa, com amigos.

Ação #4 – Expressar o amor de Deus

Algo muito especial e que faz muita diferença em nossa família é sermos carinhosos com nosso pais, o que faz parte da gratidão a eles e nos traz muita felicidade. Outra coisa que expressa o amor de Deus é o diálogo. Conversar é muito importante. É possível nos aproximar dos nossos pais através dessas pequenas atitudes.

Jovem, se você está distante dos seus pais, então uma forma de se aproximar é por meio de carinho e diálogo. Abraços, beijos, apertos de mão, tudo isso representa o carinho. Conversas sobre o dia no trabalho, a economia, desejos, problemas, família, tudo isso representa o diálogo. Comece a praticar hoje! Isso é indescritível e indispensável!

Essas são formas de expressar o amor e Deus é amor (1 Jo 4:8). Expresse o amor de Deus por meio do carinho e do diálogo e uma porta se abrirá para a conversão dos pais. Em meio às conversas pode surgir a oportunidade de contar uma experiência e, então, ganhar o coração dos seus pais.

Ao agir com amor, você estará dispensando Deus para dentro da sua casa e da sua família. Vale a pena!

Ação concreta #4. 

Expresse o amor de Deus por meio do carinho e do diálogo e uma porta se abrirá para a conversão dos pais.

Ação #5 – Valorizar seus pais

Jovens, nossos pais nos foram dados pelo Senhor. O fato de não congregarem com você ou não crerem em Deus não muda isso.

Valorize-os!

Ouvimos com frequência que apenas percebemos o valor das pessoas quando as perdemos. Isso não precisa ser verdade na nossa vida, podemos valorizar hoje nossos pais enquanto temos eles por perto!

A convivência com nossos pais faz com que nos habituemos a eles e, por consequência, com que nos esqueçamos de abraçá-los, beijá-los ou de lhes dizer:

  • “Eu te amo!”;
  • “Pai, o senhor é importante para mim!”;
  • “Mãe, a senhora é maravilhosa!”;
  • “Vocês são lindos!”.

Pode não parecer, mas palavras e ações como essas entram profundamente no coração dos nossos pais e retornam para nós de maneira muito doce! É como uma semente: não aparecem resultados imediatos, mas o crescimento é obtido aos poucos. Dia a dia veremos a diferença em nosso lar!

O nosso Senhor é extremamente amável! Provamos desse amor para conosco todos os dias. Por muitas vezes não correspondemos a esse amor tão grande, mas Ele continua nos amando de forma singular. Diante desse amor que não varia, somos constrangidos e levados a amá-Lo sem resistências. O amor do Senhor é encorajador!

Da mesma forma, o amor dos nossos pais é encorajador. Retribuir e investir nisso trará uma colheita abundante e farta no futuro.

Somos privilegiados por podermos amar nosso pais. Que possamos, dia a dia, lembrar-nos de demonstrar nosso amor a eles. Atitudes assim ganharão nossos pais para Cristo, derrotando, dessa maneira, o inimigo de Deus!

Valorize seus pais, enquanto está com eles. Isso irá marcar cada momento como único e fará seus pais se sentirem especiais. Damos valor às pessoas que nos dão valor. Consequentemente, seus pais te darão muito valor e começarão a dar importância para o que você fala. Sua pregação do evangelho será muito mais eficaz!

Valorizar seus pais, faz seus pais valorizarem você e suas palavras. Então, quando você falar mais sobre Deus, a porta estará aberta para o evangelho alcançá-los! Valorize seus pais.

Ação concreta #5: 

Valorize seus pais e eles vão valorizar você e seus palavras. Assim, sua pregação do evangelho será muito mais eficaz!

Conclusão:

Jovens, se seus pais não reúnem ou não creem em Deus, isso não é motivo para murmurar, sair da presença de Deus e perder a benção.

Na verdade, isso é uma oportunidade!

É a oportunidade da conversão dos seus pais!

A conversão dos pais pode ocorrer. Basta colocar em prática as ações concretas desse post e isso lhe garantirá um excelente começo. Espere e confie! Tudo é possível para aqueles que creem e são fortalecidos por Deus (Fp 4:13).

Para terminar, reveja as #5 ações concretas:

  1. Honrar os pais. Mais que obedecer, honre e vá além no que eles te pedirem e nas obrigações que eles impõem.
  2. Agir com sabedoria diante dos obstáculos significa seguir a Palavra, buscar a direção do Espírito e o conselho de irmãos mais velhos quando a ordem dos pais e a vontade do Senhor entram em conflito. Caso você tenha dificuldade para discernir se existe paz, então ore para que Deus mude seus pensamentos, decisões e ordens.
  3. Decidir firmemente permanecer santo e se tornar mais forte espiritualmente é algo possível e que depende de buscar a Deus, o que pode ser feito sozinho no quarto ou, fora de casa, com amigos.
  4. Expresse o amor de Deus por meio do carinho e do diálogo e uma porta se abrirá para a conversão dos pais.
  5. Valorize seus pais e eles vão valorizar você e seus palavras. Assim, sua pregação do evangelho será muito mais eficaz!

Agora, pratique! Compartilhe esse texto nas suas redes sociais e deixe seu comentárioabaixo (lemos todos e respondemos sempre que possível).

Acesse outros textos da série:

Jesus é o Senhor! Até o próximo post. 🙂o

Post a Comment